sábado, 20 de julho de 2013

A Nova Holanda de Mauricio de Nassau

Brasil, Terra Adorada

Cartola

"Brasil, terra adorada
Jardim de todos estrangeiros
És a estrela que mais brilha
No espaço brasileiro
Braço é braço
Ó Brasil, és tão amado
Teu povo é honrado
Invejado no universo
Nesta bandeira afamada
Não falta mais nada
Pede o escudo
Ordem e progresso
Houve já um curioso
Que perguntou nervoso
Brasil, onde vais parar?
E respondo sempre a todos
Com o mesmo orgulho
Irei para um lindo futuro
Brasil".


Johan Mautitz van Nassau-Siegen (1605-1679) Nasceu em Diclenburg e morreu em Cleves, Alemanha. Conde e príncipe de Nassau era militar trabalhando para Companhia das Índias do Sacro Império Romano-Germânico. Foi escolhido para administrar o Nordeste do Brasil conquistado pelos holandeses no século XVII. Fez administração excelente com ênfase na melhoria da produção do açúcar e na urbanização de Recife. Homem culto, ligado às letras e artes construiu o Jardim Zoológico, o Museu de História Natural, o Observatório e o Jardim Botânico. Em sua comitiva incluiu artistas, cientistas, escritores e arquitetos. Ao deixar o Brasil, retornou a Alemanha continuando sua carreira militar atingindo o posto de Marechal. Entre os pintores estava Frans Post.




Frans Halls Portrait Frans Post, 1665. Worest Art Museum


Frans Post (1612-1680) Nasceu em Leiden filho do pintor de vitrais Jan Post e irmão do famoso arquiteto Pieter Post. Em 1637, veio para o Brasil junto com o Príncipe Mauricio de Nassau, estabelecendo-se em Recife sob os auspícios do nobre holandês. Aqui trabalhou com Eckhout documentando as paisagens do país. Em 1644, retornou para Holanda, estabelecendo-se em Haarlen, onde permaneceu até sua morte. Pintura de gênero e paisagens foram suas especialidades. Do período no Brasil restam poucas obras, mas em sua volta a Holanda continuou pintando temas brasileirso baseados em esboços aqui realizados. Pertenceu a Corporação de Pintores de São Lucas, da qual foi seu presidente. Ilustrou o livro Rerun per Octenniun in Brasilia (1647) de Gaspar Barléu onde estão registrados os feito de Nassau no Brasil. Foi o primeiro pintor europeu a retratar o Brasil.






Vista da ilha de Itamaracá, 1637. Mauritizhuis Museum.






Forte Frederick Hendrick, 1640 Instituto Ricardo Brennand, Recife.







Engenho, 1668. Fundação Castro Maia, Rio de Janeiro.





Vista de Olinda, 1662. Rijksmuseum, Amsterdam.






Rio São Francisco, 1635. Museu do Louvre, Paris





Carro de boi, 1638. Museu do Louvre





Cachoeira de Paulo Afonso, 1649. MASP







Casa de Fazenda, 1651.





Paisagem com tamanduá, 1649. Alte Pinakothec, Munique




Nenhum comentário:

Postar um comentário